Existem diversos tipos de arte que podemos apreciar ou mesmo ter como uma atividade. Mas existe um tipo que faz com que nossa alma ultrapasse uma barreira, da qual não podemos explicar, sentimos uma energia tão forte que entramos em estado de êxtase, é algo irracional que vai além do físico, que vem de dentro, e transborda em camadas de sentimentos, nossa alma se completa por alguns milésimos segundos, não conseguimos explicar, apenas aplaudir, chorar, sorrir, depende da circunstância, nosso corpo em transe. E dentro de você, bem lá escondido, adormecido, nesse momento a arte se tornou Deus.

Michelangelo: A criação de Adão. Capela Sistina

Acredito que a arte tem o poder de elevar nosso estado de espírito para uma frequência de energia, mesmo que seja ainda pequena, mas que faz uma ligação entre seu eu interior e Deus, pode ser através de uma boa música, um bom livro, espetáculos, uma obra de arte, poesia ou outras formas de expressar sentimentos. O que me fez refletir sobre o assunto foi conhecer os artigos e pensamentos do psicanalista Norberto Keppe – “A arte é a apreensão imediata do que está na mente do Criador? para não dizer que a estética é o que reflete melhor a realidade divina na terra.?” – Norberto Keppe no Livro: Sociopatologia.

A arte se transformou em Deus, dentro de você, e por quê? Você experimentou uma energia pura, sentimento de amor incondicional, por alguns segundos o mundo ficou perfeito, então o sentimento passa e nos esquecemos de quanto amor e poder existe dentro de nós, e os problemas parecem não existir, assim como o sentimento de raiva, inveja e orgulho. Meu conselho, vamos cultivar a boa arte, praticar o amor ao próximo, já um bom começo.